CPTEC CONFIRMA FORMAÇÃO DE UM POSSÍVEL CICLONE EXTRATROPICAL

por Redação de Olho no Mar / 25/10/2018

Ainda em monitoramento, a Redação De Olho No Mar suspeita da possibilidade de se tornar um anti ciclone dependendo da localização da formação. Abaixo os esclarecimentos fornecidos pelo CPTEC/INPE(fontes de nossas análises) e estaremos monitorando!

A formação, intensificação e o avanço de um ciclone extratropical entre o sábado (27/10/2018) e domingo (28/10/2018), na faixa leste da Região Sul do Brasil, ocasionará mudanças significativas no tempo entre o Rio Grande do Sul, Santa Catarina e o Paraná, principalmente em regiões próximas ao litoral. Entretanto, nos últimos dias, os modelos de previsão numérica estão simulando diferentes posicionamentos e intensidades da área de baixa pressão, associada ao ciclone extratropical. Em virtude desta divergência de gênese, podemos observar na ilustração que, enquanto alguns modelos aproximam o ciclone próximo a costa do Rio Grande do Sul e se afastam gradualmente para leste/sudeste em direção ao mar aberto, outros modelos de previsão se distanciam da costa e se deslocam mais ao norte. O local de formação do sistema será decisivo para observação de tempo severo ao longo do sábado e domingo, ou seja, quanto mais próximo do litoral maiores serão os danos provocados pelas mudanças no tempo. Esse ciclone extratropical terá potencial para ocasionar acumulados significativos de precipitação, fortes rajadas de vento e agitação marítima, mas como informado anteriormente depende de seu local de formação, pois quanto mais afastado da costa menor as chances de tempo severo sobre a faixa leste da Região Sul e Sudeste. 
 

 

Acompanhe as eventuais emissões de avisos ou suas alterações em http://tempo.cptec.inpe.br/avisos/
 
 
Em situações de risco consulte a Defesa Civil em: http://www.mi.gov.br/web/guest/defesa-civil/sinpdec/defesa-civil-nos-estados


Atualizado em 25/10/2018 00:56 pelo cptec/inpe/ Divulgação De olho No Mar