REGATA VOLTA AO MUNDO - Volvo Ocean Race: MAPFRE é o vencedor da oitava etapa

por Redação de Olho no Mar / 09/05/2018

Time espanhol se aproveita de decisões erradas dos adversários e garante uma virada histórica na chegada a Newport

 

(Foto: Jesus Renedo/Volvo Ocean Race)

A equipe espanhola MAPFRE conseguiu, nesta terça-feira (8), uma vitória histórica na oitava etapa da Volvo Ocean Race 2017-18. O barco, que estava no grupo de trás durante quase todo percurso entre Itajaí (SC) e Newport (Estados Unidos), acelerou nos metros finais e ultrapassou Team Brunel e Dongfeng Race Team. 

Os espanhóis fizeram a prova em 15 dias, 17 horas, 49 minutos e 29 segundos. O pódio teve ainda Team Brunel, que ficou 61 segundos atrás, e Vestas 11th Hour Racing. 

E mesmo no momento em que os líderes estavam a apenas 500 metros da linha de chegada, a MAPFRE ainda seguia a equipe Brunel quando o par emergiu da neblina, à vista dos espectadores no Fort Adams Race Village.

Mas, ao se aproximar da última marca de virada, a MAPFRE pegou um zephyr de vento para passar por Brunel e reivindicar o que apenas momentos antes teria sido visto como uma improvável vitória na perna. A margem após quase 16 dias de corrida foi de apenas 1 minuto e 1 segundo.

"Isso é inacreditável", admitiu o comandante espanhol Xabi Fernández, pouco depois de cruzar a linha de chegada. "Para sermos honestos não esperávamos vencer essa etapa, então estamos super felizes. Nossas esperanças sempre foram de que haveria uma compressão da flotilha para que pudéssemos pegar alguém...Ontem à noite foi uma loucura quando tudo fechou e todos a bordo fizeram um trabalho incrível".

Todos os barcos chegaram ainda nesta terça-feira. Dongfeng Race Team, team AkzoNobel, Turn The Tide on Plastic e SHK | Scallywag. Do primeiro ao último a diferença foi de um pouco mais do que 3 horas.

A próxima etapa será a nona e terá o percurso entre Newport (Estados Unidos) e Cardiff (Reino Unido). A perna terá pontuação dobrada. A largada para as 3.300 milhas náuticas transatlânticas será em 20 de maio.

A vitória da armada espanhola
O resultado entra no hall das maiores viradas da regata de volta ao mundo. O MAPFRE estava em quinto lugar na segunda-feira (7). E faltando 500 metros para o fim da prova em Newport, o barco vermelho espanhol ainda estava atrás do Team Brunel, que liderou quase todo o percurso de 5.700 milhas náuticas. O vento literalmente acabou na chegada ao porto norte-americano. E para piorar, a corrente empurrava os barcos pra fora da costa.

O MAPFRE reassume a liderança do campeonato com a vitória, pois soma 8 pontos. O Dongfeng, que estava um ponto na frente no Brasil, fez quatro. Agora são três pontos de vantagem para os espanhóis.

"Eu já estou focado no futuro e nas próximas etapas. Prometo que o Dongfeng Race Team fará um trabalho fantástico na próxima", disse Charles Caudrelier, comandante do barco chinês. "É claro que estamos desapontados. Estávamos sonhando com outra vitória aqui. Acho que navegamos muito bem até de manhã cedo e depois não sei o que aconteceu. Estávamos muito devagar a favor do vento e provavelmente havia um pouco de plástico que pegamos no leme''.

Com a vitória nas mãos por praticamente todo o percurso, o Team Brunel, que foi o primeiro a cruzar a Linha do Equador e defendeu os ataques do Dongfeng. 

''Estamos decepcionados pelo resultado e felizes com o nosso desempenho. Acho que nas últimas pernas mostramos que estamos evoluindo''.

Em terceiro ficou a equipe da casa, o Vestas 11th Hour Racing. ''Esta perna teve seus altos e baixos", disse Charlie Enright, líder do Vesta 11th Hour Racing. "Não começamos bem, mas depois, já no fim, usamos o conhecimento local e ficamos no pódio''.

O barco de Martine Grael, o team AkzoNobel, chegou em quinto lugar e perdeu uma sequência de três pódios consecutivos na regata.

Centenas de barcos estavam à espera dos veleiros da Volvo Ocean Race em Newport, um dos berços da vela mundial.