Florianópolis, Santa Catarina (Quinta-feira, 4 de agosto) – O escritório da World Surf League (WSL) na América Latina anuncia mudanças nas datas de dois eventos marcados para o segundo semestre deste ano. O Saquarema Surf Festival foi transferido dos dias 19 a 25 de setembro para 17 a 23 de outubro na Capital Nacional do Surf da Região dos Lagos do Rio de Janeiro. E o Punta Rocas Open Pro, que aconteceria nos dias 25 a 30 de outubro, foi adiado para 15 a 20 de novembro no Peru. Já os outros três eventos da WSL Latin America programados para o segundo semestre, seguem com suas datas originais.

Os primeiros acontecem neste mês, em duas semanas seguidas. A próxima etapa é o Arica Pro Tour, que vai promover o primeiro QS 5000 da temporada 2022/2023 na América do Sul, nos dias 15 a 21 de agosto no Chile. Somente os homens vão competir nos pesados tubos de El Gringo e os 5.000 pontos poderão provocar grandes mudanças na batalha pelas vagas para o Challenger Series de 2023. Os rankings regionais da WSL Latin America, vão indicar 10 homens e 4 mulheres para o circuito de acesso para a elite do World Surf League Championship Tour.

Na semana seguinte, de 25 a 28 de agosto, o Circuito Banco do Brasil de Surfe define seus campeões na Praia de Itamambuca, em Ubatuba, litoral norte de São Paulo. O evento promovido pelo Banco do Brasil com o objetivo de descobrir novos talentos no surfe brasileiro, foi iniciado em Garopaba (SC) e já passou por Salvador (BA). Os vencedores dos rankings masculino e feminino, computando os pontos das três etapas, ganharão convites (wildcards) para participar do único WSL Challenger Series na América Latina, o Corona Saquarema Pro apresentado pelo Banco do Brasil nos dias 1 a 8 de novembro na Praia de Itaúna.

Yago Dora e Sophia Medina venceram o QS de Saquarema em 2021 (Foto: Tony D´Andrea)

ETAPAS ADIADAS – O motivo do adiamento do Saquarema Surf Festival para os dias 17 a 23 de outubro, foi para evitar o choque de datas com o ISA World Surfing Games, que foi confirmado pela International Surfing Association, para a mesma semana do evento promovido pela 213 Sports, em homenagem ao bicampeão brasileiro Leo Neves em Saquarema. Esse Mundial da ISA inaugura o ciclo olímpico para os Jogos da França 2024, com o país campeão nas categorias masculina e feminina, ganhando uma terceira vaga em suas equipes de surfe.

Assim, os surfistas classificados para o ISA Games, poderão representar seus países sem perder a oportunidade de competir no Saquarema Surf Festival, que será o único evento da World Surf League no mundo em 2022, a realizar etapas do QS 5000, Pro Junior e Longboard, todas combinadas com as categorias masculina e feminina e com o princípio da igualdade na premiação para homens e mulheres. Os 5.000 pontos em jogo na Praia de Itaúna, serão decisivos na disputa pelas vagas para o WSL Challenger Series de 2023.

Os rankings regionais da temporada 2022/2023 da WSL Latin America, computarão os pontos das etapas do Qualifying Series realizadas até o mês de abril do ano que vem. No Saquarema Surf Festival, também serão disputadas competições do Longboard e do Pro Junior, para surfistas com até 21 anos de idade, valendo pontos nos rankings classificatórios para os mundiais das categorias e para definir os campeões sul-americanos de 2022.

A decisão destes títulos vai acontecer no Punta Rocas Open Pro, nas ondas de Punta Rocas, em Punta Negra. Com a mudança da data para os dias 15 a 20 de novembro, essa nova etapa do Peru passa a fechar o calendário de eventos da WSL Latin America em 2022. O último era o único WSL Challenger Series da América do Sul, o Corona Saquarema Pro apresentado pelo Banco do Brasil nos dias 1 a 8 de novembro na Praia de Itaúna. O Punta Rocas Open Pro vai realizar etapas masculina e feminina do QS 1000, Pro Junior e Longboard.

ÚLTIMOS EVENTOS DA WSL LATIN AMERICA EM 2022:

Ago 15-21: Arica Pro Tour – QS 5000 em El Gringo, Arica – Chile
Ago 25-28: Circuito Banco do Brasil de Surfe – QS 1000 na Praia de Itamambuca, Ubatuba (SP)
Out 17-23: Saquarema Surf Festival – QS 5000, Pro Junior e Longboard na Praia de Itaúna, Saquarema (RJ)
Nov 01-08: Corona Saquarema Pro apresentado pelo Banco do Brasil – Challenger Series na Praia de Itaúna, Saquarema (RJ)
Nov 15-20: Punta Rocas Open Pro – QS 1000, Pro Junior e Longboard em Punta Rocas, Punta Negra – Peru

TOP-10 DO RANKING 2022/2023 DA WSL LATIN AMERICA – após 6 etapas:
01: Miguel Tudela (PER) – 4.000 pontos
02: Gabriel André (BRA) – 3.175
03: José Gundesen (ARG) – 2.895
04: Ryan Kainalo (BRA) – 2.745
05: Heitor Mueller (BRA) – 2.645
06: Weslley Dantas (BRA) – 2.391
07: Santiago Muniz (ARG) – 2.300
08: Igor Moraes (BRA) – 2.068
09: Lucas Vicente (BRA) – 2.055
10: Krystian Kymerson (BRA) – 1.710
—-clique aqui para acessar o ranking completo

TOP-10 DO RANKING 2022/2023 DA WSL LATIN AMERICA:
01: Sol Aguirre (PER) – 4.500 pontos
02: Dominic Barona (ECU) – 3.475
03: Arena Rodriguez Vargas (PER) – 3.290
04: Tainá Hinckel (BRA) – 3.245
05: Isabelle Nalu (BRA) – 3.125
06: Silvana Lima (BRA) – 2.946
07: Melanie Giunta (PER) – 2.923
08: Daniella Rosas (PER) – 2.450
09: Genesis Garcia (ECU) – 2.423
10: Kiany Hyakutake (BRA) – 2.240
—-clique aqui para acessar o ranking completo

CIRCUITO BANCO DO BRASIL DE SURFE:

TOP-5 DO RANKING MASCULINO – 2 etapas:
1.o: Heitor Mueller (SC) – 1.200 pontos
2.o: Gabriel Klaussner (SP) – 1.150
3.o: Messias Felix (CE) – 1.095
4.o: Santiago Muniz (SC) – 1.000
5.o: Krystian Kymerson (ES) – 860

TOP-5 DO RANKING FEMININO – 2 etapas:
1.a: Silvana Lima (CE) – 1.650 pontos
1.a: Tainá Hinckel (SC) – 1.650
3.a: Kemily Sampaio (SP) – 1.150
4.a: Julia Santos (SP) – 1.000
5.a: Juliana dos Santos (CE) – 850

—————————————————–

João Carvalho – WSL Latin America Media Manager – jcarvalho@worldsurfleague.com

Gabriel Gontijo – WSL Latin America Communications – ggontijo@worldsurfleague.com


SOBRE A WSL: A World Surf League (WSL) promove as principais competições de surfe no planeta, coroando os campeões mundiais desde 1976, com os melhores surfistas do mundo se apresentando nas melhores ondas do mundo. A WSL é composta por uma divisão de Circuitos e Competições, que supervisiona e opera mais de 180 eventos globais a cada ano; pela WSL WaveCo, que produz as melhores ondas artificiais de alta performance; e pela WSL Studios, com produções independentes de conteúdos e projetos com e sem roteiros.

Para mais informações, visite o WorldSurfLeague.com